Egrana

domingo, 10 de julho de 2011


Hoje descobri que mesmo depois de quase 10 anos sem as ver, elas ainda
existem em mim... tinha esquecido seu gosto amargo, e como se sente o peso
de cada uma delas enquanto escorrem, talvez tenho andado emocional de mais
ultimamente, talvez seja produto do acumulo de tantas delas
ou algo parecido... mais uma coisa eu sei, que quanto mais entendemos
a vida mais ela nos mostra o seu lado que não estão nos livros
que costumávamos ler quando crianças. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário